Santa tecnologia LED!

Para quem estiver fazendo uma reforma em casa ou no apartamento e está pensando em colocar lâmpada dicróica, essa dica é bem viável e esclarecedora.  Para quem já tiver esse tipo de lâmpada em casa não deixe de ler esse post, pois ele pode ser a solução para os seus problemas, se é que você tem um Rs*.
Quando reformamos nosso apartamento colocamos 17 dicróicas em diferentes pontos do apartamento por elas possuem um brilho característico que gera um efeito todo especial no ambiente, ficou lindo! Usamos a dicróica halógena, por ser até 3 vezes mais em conta quando comparada com a dicróica LED (o barato sempre sai caro), esse foi o nosso grande problema. Quando a conta de luz chegou no final do mês não conseguimos entender de onde vinha aquele consumo tão alto de energia e depois de 6 meses encontramos a origem do problema: As dicróicas halógenas.  Não entendo muito desse assunto, então pesquisando encontrei que as lâmpadas halógenas, também são consideradas lâmpadas incandescentes, mas por possuírem halogêneo (bromo ou iodo) em sua constituição, são chamadas de lâmpadas halógenas. O grande inconveniente dessa tecnologia é elevado consumo de energia e a grande percepção de calor emitido. Acreditem se quiser, mas nós ligamos duas por apenas 20 segundos e desligamos para retirá-las dos spots e simplesmente não conseguimos segurá-las de tão quentes que estavam, inacreditável!
Em uma conversa com meu cunhado ele me alertou sobre a possibilidade desse consumo elevado de energia ser proveniente das dicróicas halógenas e nos orientou a substituílas pela de LED, umas vez que o consumo de uma dicróica halógena está por volta de 50w/hora a de LED consome apena 1w/hora, vocês conseguiram compreender a diferença? O consumo da LED é 50 X menor! Quase caímos de costas...
As LEDs são consideradas mais modernas produto de última tecnologia. Convertem energia elétrica diretamente em energia luminosa, através de pequenos chips. É um produto ecologicamente correto, pois seu consumo de energia é muito baixo e apresenta uma vida extremamente longa. Como não optamos por elas antes, ô mania de economia besta, viu? Na verdade foi falta de informação nossa e até de tempo, porque na época estávamos agoniados para concluir a reforma logo.
Para vocês terem uma idéia, o consumo de 1 lâmpada dicróica halógena, ligada 24 horas por um mês inteiro, é de 36 KWh/mês, a nossa geladeira consome 58.1 KWh/mês, sentiram o drama? Isso é tão “engraçado” que nós estávamos nos controlando ao máximo para não utilizarmos as halógenas, então quando alguém chegava e ligava, a gente corria atrás disfarçadamente e desligava Rs* uma comédia total!
Resultado, essa semana trocamos todas as halógenas por LED e vamos ver no final do mês o resultado. Uma pena que as de LED são de luz branca e acabam que não tem o mesmo efeito das amarelas, mas ainda assim estamos felizes. A dica está dada!
Para facilitar a identificação de uma e de outra eu vou colocar umas fotos aqui, mas pela diferença de preço vocês já vão saber, enquanto uma halógena custa em torno de unas 6 reais, uma LED vai custar uns 19 reais (Em um lugar com o preço bom).

As halónegas que estão sobrando aqui, quem quiser... kkk

A halógena tem tipo uma lâmpada pequena no centro.
A LED, cada coisinha dessa é um LED Rs*


A LED ainda na embalagem

Espero que tenha sido útil para vocês!

Beijinhos,

Bruna Braga :*



3 comentários

  1. Bastante util esse post. Estou pagando horrores de energia e agora me atentei para o problema.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom, fico feliz! Experimenta substituir pelas de LED e veja o resultado.
      Obrigada pela visita ao blog!
      Abraço.

      Excluir
  2. Ninha, amei o post bem explicadinho mesmo, agora entendi!
    ledledledledled forever!
    Bjs

    Karla

    P.S Vai anônimo mesmo pq não tenho blog pra divulgar, viu? rsrs

    ResponderExcluir

É tão bom receber um comentário seu =)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...